sexta-feira, 22 de julho de 2011

Números da Vida


Custo muito a acreditar que certas coincidências sejam possíveis de acontecer naturalmente, mesmo quando exposto ao talvez convincente argumento de que com quase sete bilhões de habitantes em nosso planeta existe possibilidade para quase tudo acontecer. Porém o fato de um bebê nova yorkino nascer no mesmo dia de seus dois pais, com parto natural, é algo relativamente surpreendente.
Costumo não acreditar em probabilidades, que os especialistas afirmam ser de uma em 48 milhões no caso do recém-nascido. Na verdade, não entendo como alguém se dedica a estudar a probabilidade em que fatos não ordinários como esse acontecem, algo não muito mais racional do que provador de comida para animais ou enxugador de gelo, porém esse é um assunto a ser tratado posteriormente.
De acontecimentos improvavéis bastam acidentes aéreos: a probabilidade de um avião cair é de uma contra 8.450.000, mas mesmo assim acontecem fatalidades como essa. Sempre que entro em um avião tenho uma estranha sensação de que a famosa Lei de Murphy irá recair sobre mim e eu e meus colegas de voo seremos os “sortudos” a descobrir a existência ou não de vida após a morte. Mas ainda tenho uma chance de sair vivo de um acidente como esse, porém apenas uma contra 200 milhões.
Já um número que todos nós mortais duvidamos que possa acontecer conosco é a probabilidade um contra 50.063.860 que tem um apostador de ganhar o prêmio milionário da Mega Sena. Uma probabilidade pouco menor do que a do casal do início do texto. Pena que a probabilidade de o casal ter o filho na data tida e ainda ganhar a bolada é de um contra aproximadamente 2,4 quatrilhões (sim, 2,4*10^15) . Levando em conta que são americanos e a probabiliade de apostarem na loteria aqui no Brasil seria quase 0, apenas desejo-lhes boa sorte.

© 2011 - Daniel Cunha Rêgo

Nenhum comentário:

Postar um comentário